Como é o pós-operatório da cirurgia de Próstata?

A principal forma de tratamento para eliminar o câncer de próstata é a cirurgia, sendo, geralmente, possível remover todo o tumor maligno, curando definitivamente o câncer, principalmente, se ele ainda estava em fase inicial.

Geralmente, esta cirurgia (prostatectomia radical), é realizada em homens com menos de 75 anos, desde que não tenham doenças crônicas, como diabetes e hipertensão.

Mesmo realizando a cirurgia, no entanto, pode ser preciso realizar quimioterapia e radioterapia após a cirurgia, dessa forma, eliminando todas e quaisquer células malignas.

Mesmo sendo muito comum essa cirurgia, ainda existem muitas dúvidas em relação ao seu pós-operatório, e é isso que mostraremos aqui.

Recuperação da prostatectomia

A recuperação da cirurgia de remoção do tumor é relativamente rápida. Só é recomendado que o paciente fique de repouso, evitando esforços, por cerca de 10 à 15 dias.

Passado esse tempo, o paciente já pode voltar às atividades normais, como dirigir ou trabalhar, embora fazer grandes esforços só seja possível após 90 dias da data da cirurgia. O contato íntimo, no entanto, pode ser retomado após 40 dias.

Também é preciso colocar uma sonda vesical, por 1 a 3 semanas, um tubo que vai conduzir a urina da bexiga até uma bolsa, e isso porque as vias urinárias costumam ficar muito inflamadas, impedindo a passagem de urina. A sonda deve ser retirada apenas após indicação do médico.

Em alguns casos, além da cirurgia, pode ser preciso passar por quimioterapia e radioterapia, para matar aaquelas células malignas que não foram retiradas na cirurgia, ou que se espalharam para outros órgãos, evitando que se multipliquem.

Possíveis consequências

Vale ter em mente que além daqueles riscos comuns a qualquer cirurgia, como infecção no local da cicatriz ou hemorragia, a cirurgia do câncer de próstata pode ter outras consequências, que são:

  • Incontinência urinária
  • Impotência sexual
  • Infertilidade

Como é feita a cirurgia

Geralmente, a cirurgia é feita sob anestesia geral, no entanto, embora também possa ser usada a raquidiana, aquela aplicada nas costas, isso vai depender da técnica cirúrgica realizada. A cirurgia costuma levar, em média, 40 minutos a 2 horas e, geralmente, o paciente precisa ser internado por cerca de 3 a 5 dias.

Na prostatectomia, é retirada a próstata, a uretra prostática, as vesículas seminais e as ampolas dos ductos deferentes.

Principais técnicas

A cirurgia pode ser feita por laparoscopia, ou seja, através de pequenos furinhos na barriga por onde passam instrumentos para remover a próstata, ou por laparotomia, onde é feito um corte maior na pele.

Leia também: Renova Prost Onde Comprar

Na maioria das vezes, porém, a técnica mais usada é a laparoscopia, que é a que causa menos dor, provoca menor perda de sangue e o tempo de recuperação é bem mais rápido.

Exames e consultas pós-cirurgia

É importante saber que, após a cirurgia, é fundamental retornar a cada 6 meses, durante 5 anos, quando deverá ser feito o exame PSA. Já, a Densitometria óssea e outros exames de imagem devem ser realizados anualmente, visando garantir que está tudo bem, ou poder diagnosticar rapidamente alguma alteração.

Em alguns casos, é preciso, também, que o paciente seja acompanhado por algum psicólogo, nos primeiros meses a seguir.

No mais, será preciso investir em bons hábitos, além de realizar exames de diagnóstico periodicamente, lembrando que homens diagnosticados com câncer de próstata tem um maior risco de desenvolver outros tipos de câncer, como de reto, leucemia, intestino ou bexiga.