É seguro emagrecer na gravidez?

Muita gente pensa que dieta de emagrecimento é algo totalmente proibido durante a gestação, mas a verdade é que isso é um grande engano.

O fato é que existe um senso comum que diz que a gestação é um momento em que a mulher deve ter uma vida mais saudável, parar de fumar, se alimentar bem e fazer atividade física moderada.

No entanto, algumas mulheres já têm sobrepeso ou obesidade antes da gestação e, nesses casos, pode ser necessário perder peso durante a gestação sim, para evitar problemas.

O mais importante é que esse processo seja feito sempre com o acompanhamento de um profissional da área, com a devida atenção às necessidades nutricionais e físicas das gestante e do bebê.

Então, se você está interessada no assunto, vamos entender um pouco mais sobre os motivos para emagrecer na gravidez.

Por que emagrecer na gravidez?

Segundo especialistas da área, desde que a pessoa siga as devidas recomendações dos profissionais da área, não há nenhum problema que gestantes com sobrepeso tentem emagrecer durante a gestação.

Muito pelo contrário, o emagrecimento durante esse período pode ajudar a evitar uma série de riscos ao feto. Isso porque o sobrepeso ou a obesidade podem gerar o diabetes gestacional, que afeta negativamente o bebê.

LEIA TAMBÉM: Detona Gordura Funciona

Uma reeducação alimentar baseada em alimentos saudáveis, bem como a prática de atividade física moderada durante o período gestacional pode também ajudar a controlar a pressão arterial, evitando a hipertensão que é uma das principais causas da pré-eclâmpsia.

Como emagrecer na gravidez?

Existem algumas dicas que podem ajudar nesse processo de perda de peso durante a gestação, veja:

  • Primeiramente: converse com o seu médico e peça a indicação de uma boa nutricionista, que possa fazer uma dieta personalizada para as suas necessidades.
  • Reeducação alimentar: nada de dietas restritivas pois nesse período é importante nutrir e dar energia ao corpo. Alguns programas podem ajudar a manter o equilíbrio alimentar sem restrições, sendo muito saudáveis.
  • Atividade física: se há sobrepeso prévio e a mulher ainda vai ganhar aumentar de peso durante a gestação, a dica é optar por atividades de baixo impacto, como a hidroginástica. Ela ajuda a melhorar o sistema cardiovascular e promove a queima de calorias, senso mais seguro contra lesões.
  • Atenção à fome: o desejo de grávida é algo muito comum, mas normalmente implica a ingestão de alimentos não programados. A dica é comer sempre de 3 em 3 horas, podendo ser uma fruta ou um iogurte. Lanchinhos como castanhas, queijos magros ou legumes também ajudam.

Essas são as dicas para emagrecer na gravidez!

Tratamento a laser para varizes: prós e contras

Atualmente já existe uma série de diferentes formas de tratamento para as varizes, incluindo o laser, que é um dos mais utilizados. No entanto, é ideal sempre se informar um pouco mais sobre o assunto e conhecer bem os prós e os contras que ele pode oferecer no tratamento desse problema tão incomodo.

É por isso que hoje vamos entender mais sobre o tratamento a laser para varizes, como ele pode ajudar quais são as desvantagens que ele pode oferecer.

Antes porém de você pensar em tratamento a lazer, pode ser interessante tentar um tratamento menos agressivo como o com o creme natural Varizero que tem ajudado milhares de mulheres a amenizar os sintomas e acabar com as dores das varizes.

Por na maioria das vezes o tratamento com laser ser bem agressivo e dolorido, muitas mulheres acabam optando por não fazer, por isto achamos importante falar sobre esta outra forma de tentar eliminar o problema, mas caso você já tenha tentado outros métodos sem sucesso e está decidida a tentar o laser fique sabendo tudo a respeito logo abaixo:

Tratamento a laser para varizes

O endolaser, também chamado de cirurgia a laser para varizes é um dos mais utilizados para eliminar esse problema.

Ele é feito por dentro das veias e aplicado sobre os locais de dilatação, especialmente nas veias safenas e perfurantes.

Com esse feixe de luz que gera calor, ocorre a inutilização completa das veias que já estão sem funcionar corretamente por causa do acúmulo de sangue em seu interior.

Dessa forma, não existe a necessidade de recomer cirurgicamente esse vaso.

O procedimento é muito bem aceito e recomendado pela comunidade médico e para realizá-lo, basta fazer uma pequena incisão na pele ou inserir uma agulha.

Por essa entrada, passará uma fibra ótica que irá aplicar o laser diretamente no interior do vaso afetado, fazendo o seu fechamento total.

A anestesia desse tipo de procedimento é a local mesmo, mas pode ser associada a uma sedação leve em casos de sangramento. A recuperação exige apenas um dia de repouso.

Prós do tratamento a laser para varizes

Normalmente são tratamentos menos agressivos e oferecem uma recuperação mais rápida e cômoda para quem se submete a ele.

Logo depois de fazer o tratamento a laser o paciente já estará liberado para dirigir, caminhar a retornar ao trabalho.

No dia seguinte, já é liberada a realização de atividade física!

Outro ponto positivo é que raramente ocorrem complicações e é algo rápido e simples.

Contras do tratamento a laser para varizes

Não é indicado para gestantes ou pessoas com histórico recente de trombose.

Tal como qualquer procedimento, tem seus riscos, claro, mas eles são baixíssimos e o procedimento tende a ser muito bem tolerado.

Então é isso, aqui tem tudo o que você precisava saber sobre os prós e contras do tratamento a laser para varizes. Para saber mais sobre a alternativa que citamos no começo do artigo, o tratamento com o creme natural, basta ler o artigo abaixo:

www.notaderodape.com.br/varizero/

Esperamos que as dicas deste artigo tenham sido úteis e possam ter ajudado você a tomar uma decisão a respeito do que fazer para tentar acabar com suas varizes!

Melhores Dicas Para Tratar as Estrias Roxas

Não há dúvida de que as estrias podem incomodar muita gente no mundo inteiro. O fato é que elas podem acontecer também nos homens, mas acabam sendo muito mais comuns em mulheres.

O que muita gente não sabe é que as estrias possuem vários estágios, podendo ser estrias roxas, vermelhas ou brancas. Cada uma dessas cores representa a maturidade dessa estria e algumas delas são mais difíceis de remover do que outras.

A boa notícia é que as estrias roxas são aquelas que você ainda pode remover. É por isso que hoje vamos falar um pouco mais sobre esse assunto, então, acompanhe a seguir.

O que são estrias roxas?

As estrias nada mais são do que um tipo de cicatriz que fica visível quando a camada de colágeno da pele se rompe.

Logo que elas surgem, a tendência é que assumam a coloração vermelha, que é o estágio mais inicial do problema. A coloração é esse por causa do rompimento dos capilares sanguíneos da região.

Já as estrias roxas são consideradas uma fase intermediária, mas o importante é lembrar que ainda existem opções de tratamento que podem ajudar a resolver o problema.

Quando passam desse estágio, as estrias ficam brancas e aí já são consideradas permanentes. Isso porque a capacidade de regeneração da região já é muito menor e o local já não recebe mais a irrigação de sangue.

Como tratar estrias roxas

Pois bem, conforme já foi explicado, mesmo não sendo mais o estágio inicial do problema, as estruas roxas ainda podem ser tratadas e há uma grande chance de diminuí-las.

Então, vamos conhecer algumas alternativas para tratar as estrias roxas:

  • Esfoliação

Uma das alternativas é realizar esfoliação do local em que estão as estrias roxas. Para isso, você pode usar tanto cremes esfoliantes e outros dermocosméticos, quanto realizar o processo usando aquela famosa bucha vegetal mesmo.

Lembre-se que o processo de esfoliação deve ser aplicado por cerca de 2 a 5 minutos, durante o banho, respeitando sempre a sensibilidade do local. Fazendo a esfoliação duas vezes por semana já está ótimo!

  • Creme para estrias

Existem muitos cremes que visam eliminar as estrias, mas o silk skin é o melhor deles, principalmente nos estágios iniciais. Lembre-se que ele deve ser prescrito por um dermatologista.

Para usá-lo, de uma forma geral, o procedimento consiste em aplicar uma porção abundante na região afetada e massagear bem até que seja totalmente absorvido.

Pronto, agora você já sabe como tratar as estrias roxas!

Como é o pós-operatório da cirurgia de Próstata?

A principal forma de tratamento para eliminar o câncer de próstata é a cirurgia, sendo, geralmente, possível remover todo o tumor maligno, curando definitivamente o câncer, principalmente, se ele ainda estava em fase inicial.

Geralmente, esta cirurgia (prostatectomia radical), é realizada em homens com menos de 75 anos, desde que não tenham doenças crônicas, como diabetes e hipertensão.

Mesmo realizando a cirurgia, no entanto, pode ser preciso realizar quimioterapia e radioterapia após a cirurgia, dessa forma, eliminando todas e quaisquer células malignas.

Mesmo sendo muito comum essa cirurgia, ainda existem muitas dúvidas em relação ao seu pós-operatório, e é isso que mostraremos aqui.

Recuperação da prostatectomia

A recuperação da cirurgia de remoção do tumor é relativamente rápida. Só é recomendado que o paciente fique de repouso, evitando esforços, por cerca de 10 à 15 dias.

Passado esse tempo, o paciente já pode voltar às atividades normais, como dirigir ou trabalhar, embora fazer grandes esforços só seja possível após 90 dias da data da cirurgia. O contato íntimo, no entanto, pode ser retomado após 40 dias.

Também é preciso colocar uma sonda vesical, por 1 a 3 semanas, um tubo que vai conduzir a urina da bexiga até uma bolsa, e isso porque as vias urinárias costumam ficar muito inflamadas, impedindo a passagem de urina. A sonda deve ser retirada apenas após indicação do médico.

Em alguns casos, além da cirurgia, pode ser preciso passar por quimioterapia e radioterapia, para matar aaquelas células malignas que não foram retiradas na cirurgia, ou que se espalharam para outros órgãos, evitando que se multipliquem.

Possíveis consequências

Vale ter em mente que além daqueles riscos comuns a qualquer cirurgia, como infecção no local da cicatriz ou hemorragia, a cirurgia do câncer de próstata pode ter outras consequências, que são:

  • Incontinência urinária
  • Impotência sexual
  • Infertilidade

Como é feita a cirurgia

Geralmente, a cirurgia é feita sob anestesia geral, no entanto, embora também possa ser usada a raquidiana, aquela aplicada nas costas, isso vai depender da técnica cirúrgica realizada. A cirurgia costuma levar, em média, 40 minutos a 2 horas e, geralmente, o paciente precisa ser internado por cerca de 3 a 5 dias.

Na prostatectomia, é retirada a próstata, a uretra prostática, as vesículas seminais e as ampolas dos ductos deferentes.

Principais técnicas

A cirurgia pode ser feita por laparoscopia, ou seja, através de pequenos furinhos na barriga por onde passam instrumentos para remover a próstata, ou por laparotomia, onde é feito um corte maior na pele.

Leia também: Renova Prost Onde Comprar

Na maioria das vezes, porém, a técnica mais usada é a laparoscopia, que é a que causa menos dor, provoca menor perda de sangue e o tempo de recuperação é bem mais rápido.

Exames e consultas pós-cirurgia

É importante saber que, após a cirurgia, é fundamental retornar a cada 6 meses, durante 5 anos, quando deverá ser feito o exame PSA. Já, a Densitometria óssea e outros exames de imagem devem ser realizados anualmente, visando garantir que está tudo bem, ou poder diagnosticar rapidamente alguma alteração.

Em alguns casos, é preciso, também, que o paciente seja acompanhado por algum psicólogo, nos primeiros meses a seguir.

No mais, será preciso investir em bons hábitos, além de realizar exames de diagnóstico periodicamente, lembrando que homens diagnosticados com câncer de próstata tem um maior risco de desenvolver outros tipos de câncer, como de reto, leucemia, intestino ou bexiga.

Tendência: cabelo loiro com raiz escura

Está na dúvida se adota, ou não, cabelo loiro com raiz escura? Saiba que ele continua sendo tendência. Quer saber como adotar esse look? Continue lendo.

Se você acha lindo e pretende adotar o visual do cabelo loiro com raiz escura, saiba que essa tendência promete não dar adeus tão cedo e, entre os motivos, sem dúvida, não podemos deixar de citar a praticidade.

Se ainda está na dúvida entre aderir, ou não o visual, veja abaixo benefícios de manter a raiz escura e como cuidar dos fios no dia a dia para manter o visual bonito e moderno.

Por que adotar cabelos loiros com raiz escura

Sem dúvida, adotar o visual da raiz escura resolve um dos maiores incômodos de quem adota um cabelo loiro claro: não precisar retocar tão frequentemente.

Além de descolorir o cabelo com muita frequência fazer mal para os cabelos, hoje em dia a vida está muito corrida, sobrando pouco tempo para ir ao salão de beleza.

Quem opta por colorir o cabelo todo, da raiz às pontas,sabe que só vai poder segurar o visual apenas duas semanas; depois desse tempo, a raiz escura natural já começa a aparecer, tirando a sofisticação da cor.

Já, quem adere á tendência de manter a raiz escura, é criado um efeito  esfumado entre as cores, para que a passagem de uma nuance para a outra seja gradual e bem sutil. Ou seja, o crescimento dos fios não fica tão perceptível, tornando possível intervalos maiores entre os retoques.

E outro ponto a favor da tendência é o fato da raiz escura não deixar o visual pálido, ou seja, a raiz escura ajuda a preservar o contraste natural e valorizar o tom de pele.

Porém, é preciso que ao criar a transição entre as cores, o cabeleireiro prete atenção ao comprimento do cabelo; já que em um cabelo curto, a raiz também deve ser menor, preservando a proporção,  enquanto nos cabelos longos, a parte escura pode ser um pouco maior.

Caso queria ter um cabelo bem mais forte e maior, fazer o uso do hair power é uma ótima opção, ele é um produto natural que está ajudando bastante as mulheres.

Diferentes formas de adotar a tendência nos cabelos

É possível ser loira de várias formas, as mais comuns são ou fazendo luzes ou colorindo o cabelo todo.

As luzes são indicadas para quem quer misturar mechas mais claras e mais escuras. Nesse caso, para manter só a raiz escura, é preciso criar mechas em alturas variadas e esfumar o início de cada uma com uma tonalidade intermediária, tornando a transição o mais gradual e sutil possível. É possível ter muitas mechas ou optar por menos luzes e ir aumentando aos poucos, conforme for se  acostumando.

Já, no caso de colorir os cabelos todos, a raiz escura pode ser de um ou dois dedos de comprimento, bem esfumada e em degradê para disfarçar o crescimento dos fios. E por cima, o profissional irá tonalizar na nuance que você escolher.

A tendência requer hidratação e neutralização

Não resta dúvida de que, entre todos os tons de loiros, os claros exigem mais cuidados diários.

Como é preciso descolorir os fios antes de tonalizar e chegar ao tom de loiro desejado, é comum que a fibra fique enfraquecida, tornando mais do que necessário se investir em produtos específicos para hidratar o cabelo, neutralizar reflexos amarelados indesejados (com shampoo roxo) e ainda manter a cor radiante.

Uma dica é evitar lavar os cabelos todos os dias para que a fibra não fique ressecada, e quando lavar, apostar em shampoos específicos, garantindo cuidados aos fios.

E é isso, tomando esses cuidados, poderá desfilar a tendência por aí, exibindo  cabelos bonitos e saudáveis.

Receitas de saladas para emagrecer

Quer emagrecer com a ajuda de saladas? Então, confira nesse artigo algumas receitas de saladas leves e deliciosas que vão dar uma forcinha em sua dieta!

Ninguém duvida que as melhores receitas para emagrecer são, geralmente, saladas, que são ricas em fibras, vitaminas e minerais, e ainda dão saciedade, previnem a prisão de ventre, limpam o organismo e combatem a retenção de líquidos, porém, nem sempre é fácil sair daquelas saladas com as quais já estamos habituadas a comer.

Por isso, resolvemos mostrar aqui algumas opções saborosas, e bem leves, de saladas que além de encherem o estômago ainda fazem tão bem para a saúde como um todo, se além disso você também quiser usar o emagrecedor natural Ideal Slim, com certeza seu emagrecimento será ainda mais rápido!

Confira abaixo 4 receitas de saladas que podem ajudar a emagrecer, dando um empurrãozinho na sua dieta:

Melhores saladas para emagrecer

Sem dúvida, as melhores opções de saladas para emagrecer são as feitas com vegetais crus, já que possuem mais fibras, fazendo com que a mastigação seja mais lenta, assim, dando mais tempo para chegar a sensação de saciedade.

  1. Salada de grão-de-bico

Rica em proteínas e fibras, a salada de grão-de-bico pode ser utilizada para substituir o jantar, ou mesmo,  como uma entrada do prato principal.

Ingredientes:

  • 1/2 xícara de grão-de-bico cozido
  • 1/4 cebola média
  • 1 tomate em rodelas
  • 1 cenoura em cubos
  • 1/2 pimentão picado
  • 50 g berinjela em cubos
  • 1/2 abobrinha picada
  • 1 colher de chá de azeite
  • Orégano, vinagre e salsa a gosto

Modo de preparo: Refogue a cebola e o pimentão no azeite até dourar, adicione os outros ingredientes, deixando no fogo por mais 5 minutos. Tempere com ervas e vinagre a gosto.

  1. Salada de atum

Essa salada de atum é prefeita para ser consumida como almoço ou jantar, pois é rica em proteínas e fibras, que emagrecem e dão saciedade.

Ingredientes:

  • 1 lata de atum, conservado em água ou azeite
  • 1 xícara de feijão branco
  • 2 tomates grandes (ou 10 tomates cerejas)
  • 3 folhas de alface
  • ½ xícara de rúcula
  • 4 colheres de sopa de cenoura picada
  • Limão, salsa, orégano e azeite para temperar

Modo de preparo: Tirar a água do atum e misturar os demais ingredientes frescos. Se conseguir, não adicione sal, evitando a retenção líquida.

  1. Salada com frutas

Se você gosta do doce misturado ao salgado, essa salada é para você, já que a fruta dá um sabor mais doce à salada, deixando-a deliciosa e ainda adicionando mais nutrientes à refeição.

Ingredientes:

  • 75 g de repolho roxo picado
  • 75 g de manga em cubos
  • 40 g de rebentos de soja (opcional)
  • 60 g de tomate picado
  • 50 g de agrião
  • Raspas de gengibre
  • Vinagrete de laranja: suco de meio limão + suco de meia laranja + azeite a gosto + pimenta a gosto.

Modo de preparo: Junte todos os ingredientes e adicione o vinagrete de laranja, misturando bem para que os legumes fiquem com o sabor do molho. 

  1. Salada simples

Esta salada é ótima para ser usada como entrada do prato principal, ou mesmo, para acompanhar uma sopa de legumes no jantar.

Ingredientes:

  • 300 g de brócolis
  • 1 cenoura ralada
  • 1 tomate grande (ou 6 tomates cerejas)
  • 1 ovo cozido
  • ½ pimentão amarelo ou vermelho
  • Azeite, limão, salsa, orégano e pimenta para temperar

Modo de preparo: Cozinhe o brócolis no vapor por, mais ou menos, 5 minutos e refogue rapidamente todos oa ingredientes com azeite, usando ervas para temperar.

O que pode causar Prostatite? 

A próstata é uma glândula masculina, localizada abaixo da bexiga, na frente do reto, envolvendo a parte superior da uretra, que é o canal por onde passa a urina.

Ainda alvo de dúvida, na verdade, a próstata não é responsável nem pela ereção e nem pelo orgasmo, ou seja, sua única função é produzir um líquido que compõe parte do sêmen. Embora em homens mais jovens, a próstata seja do  tamanho de uma ameixa, o seu tamanho aumenta com o passar dos anos.

Hoje muito se tem falado de câncer na próstata, mas outros problemas, também bem desconfortáveis, podem acometer essa glândula, como a prostatite, por exemplo.

O que é Prostatite

Prostatite nada mais é do que uma inflamação da próstata, sendo a forma mais comum a chamada prostatite bacteriana aguda.

  • Prostatite aguda – é a inflamação súbita da próstata, geralmente, causada por bactérias e vem acompanhada de febre, aumento do volume e temperatura da próstata, que pode resultar até em formação de abcessos e retenção urinária aguda.
  • Prostatite crónica – é uma inflamação relacionada ao aumento do número das células inflamatórias no tecido prostático, podendo, ou não, estar associado à presença de bactérias ou outros microoganismos. Os sintomas costumam ser mais brandos, como um desconforto pélvico, sensação de peso sobre a região púbica, desconforto perineal, necessidade urgente de urinar.

Causas da Prostatite

A causa exata da prostatite não é sabida, mas muitos são os fatores que podem provocar o problema, dentre eles os seguintes:

  • obstrução provocada pelo próprio crescimento benigno da próstata;
  • uso de cateteres urinários em pacientes que apresentam retenção de urina ou que estejam internados;
  • relações sexuais com penetração anal sem a proteção do preservativo.

Sintomas

Geralmente, aparecendo subitamente, seus sintomas podem ocorrer pelo corpo todo, desde febre, calafrios, mal-estar, sensação de fraqueza e dores, e logo em seguida aparecendo as manifestações específicas do trato urinário, como vontade incontrolável de urinar,  dor e ardência ao urinar, frequência urinária aumentada  e desconforto na região da bexiga.

Em alguns casos, pode aparecer, também, náuseas e vômitos e em determinados pacientes, o quadro pode se agravar ainda mais e até propiciar a septicemia, que é a infecção generalizada.

O fato é que ao inflamar a próstata incha e acaba dificultando a saída da urina da bexiga, já que a uretra, por onde a urina circula para chegar ao meio externo, passa por dentro da próstata.

No caso de homens que já apresentam um aumento do tamanho da próstata, também é comum ocorrer a retenção de urina.

Como é feito o diagnóstico

Quanto ao diagnóstico, ele quase sempre é feito por meio do histórico e da avaliação física do paciente, sendo o problema confirmado através de exames de sangue (hemograma e PSA) e de urina.

Como é o tratamento

Existem alguns tratamentos naturais preventivos, neste caso o preço do Renova Prost é bem acessível e como é um dos mais eficientes, acaba sendo a melhor opção no tratamento para prevenção.

O tratamento da prostatite em si é realizado por meio de antibióticos, que devem ser usados entre três a quatro semanas.

Por ser muito baixo o alcance dos antibióticos na próstata, o medicamento é sempre mantido por tempo prolongado.

Na maioria das vezes, a prostatite pode ser tratada ambulatoriamente, com antibióticos de uso oral, já em casos mais graves, onde há a presença de febre alta ou persistente, pressão baixa, então, é necessário uma internação hospitalar, para a administração de medicação na veia.

Prostatite X Câncer de Próstata

Apesar de todo desconforto causado pela prostatite, é preciso deixar claro que quem sofre com prostatite não tem risco elevado para câncer de próstata. Na verdade, uma doença não tem nada a ver com a outra, são duas doenças bem diferentes.

Enquanto a prostatite é um problema benigno e, após ser tratada adequadamente, não deixa sequelas, o câncer é um problema que precisa ser detectado o mais rápido possível, para o devido tratamento.

Porém, em ambos os casos, quanto antes o problema for detectado e controlado, melhores são as chances de cura e de tratamento.

2 maneiras de preparar arroz saudável

O arroz é um dos alimentos mais básicos. Conhecidos e utilizados em todo o mundo, são também um dos ingredientes mais versáteis, capazes de combinar com quase tudo. Hoje, propomos 2 receitas de arroz saudável, arroz integral e arroz selvagem, para que você possa desfrutar plenamente de seus benefícios.

O arroz

O arroz é a semente da planta Oryza sativa  e é o cereal mais produzido no mundo depois do milho. Na verdade, é um alimento básico em quase todo o planeta e, graças à sua capacidade de combinar com quase tudo, podemos encontrá-lo em receitas de todos os tipos: sobremesas, pratos principais, enfeites, pães, etc.

Benefícios do arroz

Entre os benefícios deste cereal extraordinário, podemos destacar:

  • O arroz é uma fonte importante e saudável de energia . Na verdade, contém cerca de 86 gramas de carboidratos por 100 gramas.
  • Além disso, é uma fonte de fibras, vitaminas como B 1 , B 3 e ácido fólico. Também contém fósforo, magnésio e potássio.
  • Por outro lado, o arroz não contém colesterol e é pobre em sódio, por isso é considerado um alimento adequado para pessoas com problemas de hipertensão .
  • Além de fibra, seus antioxidantes naturais (como compostos fenólicos e flavonóides) ajudam a expulsar os radicais livres do corpo mais rapidamente, protegendo o organismo contra os radicais livres.
  • Alguns tipos de arroz ajudam a estimular as enzimas neuroprotetoras no cérebro, prevenindo o surgimento de doenças como Alhzeimer ou demência.
  • Além disso, o arroz é um diurético natural graças ao seu alto teor de fibras.
  • Por outro lado, seu conteúdo antioxidante favorece a saúde cardiovascular.

Quais são os tipos mais saudáveis ​​de arroz?

Não são numerosos tipos de arroz: branco, bomba, parboilizado, arborio, basmati, marrom, glutinoso, selvagem, vermelho … Cada um deles é caracterizado por fornecer certas características culinárias para cada prato (aroma, textura, cor, etc.). No entanto, embora todos sejam realmente saudáveis, alguns são mais do que outros.

Como os nutrientes do arroz são encontrados principalmente em sua casca, as variedades de arroz integral e arroz selvagem são as mais saudáveis.

  • O arroz integral , na verdade, pode ser obtido de qualquer tipo de arroz. É um arroz menos processado, no qual o grão não polido foi deixado de tal maneira que os nutrientes em sua casca estão quase intactos.
  • Por seu lado, embora pareça arroz com aparência e qualidades, o arroz selvagem não é tecnicamente arroz. De fato, não vem da mesma espécie, mas de uma diferente, zizania, uma planta aquática muito semelhante. Portanto, é conhecido por outros nomes como “falso arroz”, “manomín”, “zizania” ou “grão de água”.

Duas receitas de arroz saudáveis

Receita de arroz selvagem com frango e cogumelos

Uma receita nutritiva e deliciosa com um dos arrozes mais saudáveis. Anote!

Ingredientes

  • 200 gramas de arroz selvagem 
  • 1 peito de frango 
  • 2 cenouras
  • 200 gramas de cogumelos
  • molho de soja
  • Azeite de oliva
  • Sal
  • Pepper
  • Cebolinha (opcional)

Preparação

  • Primeiro, devemos cozinhar o arroz. Arroz selvagem precisa de aproximadamente 35 minutos de cozimento, por isso é melhor para ferver em primeiro lugar enquanto prepara o resto da receita.
  • Além disso, cortamos as cenouras em pequenos pedaços e jogamos na panela onde cozinhamos o arroz. Desta forma, também obteremos as cenouras para amolecer ao mesmo tempo.
  • Em seguida, corte o frango em pedaços pequenos e refogue-os ou frite-os com um pouco de óleo até que fiquem levemente dourados dos dois lados.
  • Em seguida, adicionamos os cogumelos. Se os tivermos comprado congelados, devemos tê-los descongelado antes e ter certeza de que eles drenaram bem.
  • Mais tarde, uma vez cozido o arroz e as cenouras, nós os coaremos bem, a fim de eliminar a água, e então os adicionamos à panela com os cogumelos e o frango para fritá-los todos juntos. Neste ponto, também adicionamos uma colherada de molho de soja.
  • Por fim, frite tudo bem para que os ingredientes estejam perfeitamente integrados .
  • Finalmente, temperamos e servimos nosso prato ainda quente. Se desejar, você pode cortar a parte verde da cebolinha em pequenos anéis e adicioná-los ao arroz para dar mais sabor e decorar o prato.

Receita de arroz integral com legumes

Nesta receita, os benefícios do arroz integral são adicionados aos dos vegetais. Não o perca!

Ingredientes

  • 200 gramas de arroz integral
  • brócolis
  • 1  pimenta vermelha
  • 1  abobrinha
  • molho de soja
  • 5  dentes de alho
  • Salsa

Preparação

  • Primeiro, colocamos o arroz a ferver de acordo com as instruções da embalagem.
  • Enquanto isso, em outra panela, coloque água para aquecer e, quando ferver, adicione todos os vegetais previamente lavados e cortados em pedaços. Depois de ferver durante 1 ou 2 minutos, eu corto e reservo isto.
  • Em uma panela com um pouco de óleo, refogue levemente o alho e a salsa. Neste ponto, devemos ter cuidado para não parar de mexer ou os ingredientes podem ser queimados.
  • Quando o alho dourar um pouco, acrescente os legumes, o arroz integral e o molho de soja e frite até que todos os ingredientes estejam bem integrados.
  • Seu prato de arroz integral com legumes está pronto para desfrutar e enriquecer sua mesa em aroma, sabor e nutrientes.

Aproveite este ingrediente versátil em muitas elaborações. Hoje nós propomos essas 2 receitas, mas você pode desenvolver o máximo que sua criatividade permitir. Mãos à obra!

Veja como fazer um arroz de forno saudável no vídeo abaixo: